Advertisement Section

Estudo aponta tendências de comportamento dos consumidores

Tempo para ler2 Minutos, 59 Segundos

O relatório “Principais Tendências Globais de Consumo 2022” define as tendências que devem nortear o comportamento dos consumidores a partir de agora.

Por Amadeu Castanho para Diário do Turismo

A empresa global de pesquisa de mercado Euromonitor International acaba de divulgar um estudo em que lista as 10 principais tendências globais de comportamento que devem passar a afetar o consumo.

Entre as tendências listadas no relatório “Principais Tendências Globais de Consumo 2022”, de 59 páginas, seis provavelmente terão maior repercussão no mercado de turismo, embora esse não seja o foco principal do estudo. Confira:

Idosos Digitais: Durante o período de pandemia, o isolamento levou os consumidores mais velhos a terem mais intimidade com compras pela Internet e a se familiarizarem com sites e aplicativos onde outros consumidores avaliam produtos e fornecedores turísticos, potencializando o efeito de eventuais avaliações negativas.

Enquanto o mundo se fechava, os consumidores mais idosos foram forçados a ficar online e agora, familiarizados e confortáveis com a tecnologia, têm maior autonomia para fazer compras e utilizar serviços virtuais, o que oferece às empresas a oportunidade de adaptar sua experiência digital para direcionar e atender às necessidades desse novo público.

Pessoas com mais de 60 anos são o grupo predominante na faixa de renda superior, respondendo por quase um quarto dela, o que torna os consumidores mais idosos um alvo importante para as empresas, que devem otimizar sites, aplicativos e perfis em redes sociais e sites para atender às necessidades dos Idosos Digitais para capturar seu poder de compra.

Mais de 65% dos consumidores com mais de 60 anos buscam ter uma vida mais simples. Para atender bem esse grupo, as empresas precisam adotar soluções digitais simples e diretas, pois se o uso de produtos ou serviços for confuso, os Idosos Digitais vão optar pelos concorrentes.

Sempre com um Plano B: Segundo os especialistas da Euromonitor, os consumidores encontram soluções criativas para comprar os produtos desejados ou pesquisar as melhores opções.

Trocando em miúdos, o consumidor tende a estar aberto a ofertas de novos fornecedores caso não encontre o que busca no seu fornecedor habitual, seja viajar em outras datas, explorar outras opções de destino ou mesmo pesquisar ofertas de outros fornecedores.

O estudo aponta a adesão dos consumidores a serviços de assinatura e às compras em grupo, além de destacar que, quando frustrados, eles se voltam para a segunda melhor opção, buscando alternativas e, em alguns casos, adiando suas compras ou mudando os seus hábitos de consumo.

Em Busca do Amor Próprio: O estudo aponta que autenticidade, aceitação e inclusão são as prioridades de escolhas de estilo de vida e hábitos de gastos à medida que os consumidores adotam sua verdadeira essência.

A Grande Renovação da Vida: A pandemia levou os consumidores a uma Grande Renovação da Vida, resultando em drásticas mudanças pessoais e em um recomeço coletivo em relação a valores, estilos de vida e objetivos.

As empresas precisam oferecer políticas e produtos que agreguem valor e apoiem o crescimento pessoal para impulsionar a lealdade.

O Paradoxo da Socialização: Em 2021, 76% dos consumidores do mundo adotaram precauções de saúde e segurança ao saírem de casa. Isso muito provavelmente vai impactar viagens em grupo.

A tendência é de que distanciamento social, uso de ambientes mais abertos, uso de máscaras e outros cuidados de higiene passem a fazer parte de nossa vida nos próximos anos e precisam se refletir nos produtos turísticos oferecidos.

Aficionados Financeiros: A tendência é que os consumidores ampliem seus conhecimentos e segurança em relação matéria financeira. Mais da metade dos consumidores no mundo acredita que estará melhor financeiramente nos próximos cinco anos.

Se por um lado isso oferece uma perspectiva positiva para os próximos anos, ao mesmo tempo implica em que os consumidores analisem melhor suas decisões de compra, evitando produtos e serviços que não lhes ofereçam reais benefícios ou que embutam eventuais encargos que possam afetar a sua estabilidade financeira.

“As empresas precisam se transformar para acompanhar as preferências em rápida evolução dos consumidores”, resume Alison Angus, Head de Lifestyles da Euromonitor International. “Simplesmente voltar a adotar práticas anteriores à pandemia não deve gerar os mesmos resultados daqui para frente”.

O download do estudo completo da Euromonitor pode ser feito pelo link https://go.euromonitor.com/rs/805-KOK-719/images/wpGCT22PG-v0.4.pdf

Fonte: Diário do Turismo

Happy
Happy
0
Sad
Sad
0
Excited
Excited
0
Sleepy
Sleepy
0
Angry
Angry
0
Surprise
Surprise
0

Deixe uma resposta

Previous post Xiaomi e Oppo se preparam para lançar celulares que carregam em 8 minutos
Next post Nova série documental mostra a força e a influência da cultura das bandas HBCU (Universidades Historicamente Negras)
%d blogueiros gostam disto: