Advertisement Section

Djonga une A Quadrilha em mixtape colaborativa

Tempo para ler1 Minutos, 31 Segundos

Por Adailton Moura para Bantumen

Djonga está diminuindo a quantidade de voos solos para focar-se na coletividade. Após trazer ao mundo  o contundente “Nu”, em março de 2021, o artista afirmou que não lançaria mais um álbum por ano, como estava fazendo desde 2017. Se a promessa será ou não cumprida por um dos nomes mais representativos do atual rap brasileiro, só o tempo dirá. 

O plano dele agora é consolidar o selo A Quadrilha, que já nos seus primeiros meses no ativo emplacou a cantora Marina Sena, atual sensação do pop brasileiro. A ela também se juntam Laura Sette, Marcelo Tofani, Bertiolli, Dougnow, Zinga e X Sem Peita. Os seis últimos estão presentes nas três músicas da mixtape/EP A Quadrilha. 

“Foi um projeto que nasceu do esforço. Eu gosto muito desse lance do talento, acho bonitinho, interessante, mas legal mesmo é o esforço, a gente trabalhou muito, a gente suou muito pra fazer esse projeto”, disse.

Para quem está acostumado com as letras ferozes do MC, este EP mostra uma outra faceta dele. Os temas político-sociais dão lugar a rimas mais apimentadas. O objetivo principal é levar o ouvinte para uma atmosfera mais leve, com letras que remetem a conquistas e prazeres da vida. Esse direcionamento está evidente tanto na lírica quanto nas produções feitas pelo Velho Beats, Tibery e Iuri Rio Branco, e  se “materializa” nos audiovisuais assinados pelo próprio Djonga e Túlio Cipó.

Apesar do tiro curto, o projeto dá uma amostra do que cada um pode entregar. Serve de vitrine para apresentar o estilo, a visão e as referências de MCs emergentes com grande potencial. “Acho que a minha função foi somar tudo em um espaço e fazer a parada acontecer”, observa. 

De todos os integrantes, Dougnow e X Sem Peita são os mais conhecidos do público. Um, pelas parcerias com Djonga e FBC. E, o outro, por chamar atenção em 2020 com o disco “Swarovski”, e tornar-se uma das principais apostas do rap BR. “O diferencial d’A Quadrilha é a união do diferente”.

Fonte: Bantumen

Happy
Happy
0
Sad
Sad
0
Excited
Excited
0
Sleepy
Sleepy
0
Angry
Angry
0
Surprise
Surprise
0

Deixe uma resposta

Previous post The list: cinco tendências para apostar em 2022
Next post O que você precisa saber sobre a Copa Africana de Nações
%d blogueiros gostam disto: